Monthly Archives: Fevereiro 2020


Um Livro, uma Companhia

Universo Literário de Nuno Júdice

Ontem, dia 18 de fevereiro, foi nossa convidada a Professora Maria de Lourdes Mano para nos apresentar «O Universo Literário de Nuno Júdice».
Ao iniciar a sessão, a Profª. Convidou a assistência a fazer uma viagem “imaginária” de avião, de Lisboa para Itália, mais propriamente a Pompeia, recordando-nos a sua história e arte.

Todo o percurso foi ilustrado com recurso a diapositivos cujas imagens eram comentadas pela dinamizadora, incluindo os graffiti que ainda hoje se observam nas paredes de algumas ruínas, assim como,  um belo afresco pintado num dos palácios, o qual nos remete para  a «Lenda da formação da Europa», cujo tema faz parte de um dos livros publicados em 2017, por este autor: «O Mito da Europa».

A seguir, recordou-nos a paixão de D. Pedro de Portugal e de D. Inês de Castro descrita e enaltecida por Luís de Camões em «Os Lusíadas»; este facto histórico foi o fio condutor para a Profª destacar mais uma bela obra literária do autor que hoje esteve em destaque na CESVIVER:  Nuno Júdice e o seu livro «Pedro, Lembrando Inês», publicado em 2001; a completar esta segunda parte da sessão, foram entregues aos participantes «Folhas de Leitura» com os poemas retirados desta obra: «Pedro Lembrando Inês», «É isto o Amor» e «Retrato». A complementar as «Folhas de Leitura», os poemas foram ilustrados com imagens da artista plástica Lena Gal.

Com o objetivo da sessão ser mais dinâmica, romântica e interessante, aquando da leitura do poema «Pedro Lembrando Inês», foram distribuídas flores confeccionadas pela Professora, utilizando coloridos guardanapos de papel, reforçando assim a imagem da paixão vivida por estas personagens da realeza portuguesa, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra.

Além da Profª. nos mostrar vários livros deste notável autor, ainda teve oportunidade de comentar o último livro lançado em Nov./2019, «Camões Por Cantos Nunca Dantes Navegados» e «O Café de Lenine», obra esta considerada pelo Centro Nacional de Cultura como uma das dez melhores publicadas em 2019.

Como é habitual nas sessões dinamizadas pela Profª. Maria de Lourdes Mano,  esta grande figura da Cultura Portuguesa foi apresentada, ou recordada para outros participantes na sessão, através de diapositivos referindo-nos, entre outros aspetos, a biografia, obras publicadas no âmbito dos vários estilos literários característicos em Nuno Júdice, os prémios, distinções e condecorações que lhe têm sido concedidos.

A Profª. concluiu esta sessão com a oferta, para a biblioteca da CESVIVER, de um dossier de poemas deste prestigiado autor, poemas estes ilustrados com obras de conceituados artistas plásticos portugueses, inteiramente selecionados pela Professora Maria de Lourdes Mano.

Rosa Duarte

 

Poemas de Nuno Judice


Arte Moderna, Urbana e das Cidades

Category : Artes Plásticas

No âmbito das Artes Plásticas e no contexto da Arte Contemporânea, o tema para a tarde de terça-feira, dia 11 de fevereiro de 2020, do projeto CESVIVER, foi «Street Art» ou «Arte Urbana». A dinamizadora foi a Profª Mª de Lourdes Mano.

De acordo com os especialistas, foi definido o conceito de «Street Art» ou «Arte Urbana» como  «manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público,  em que algumas das técnicas não possuem um caráter institucional ou empresarial, mas que todas elas terão de obedecer e apresentar um determinado nível de qualidade gráfica e de expressão  estética».

Com recurso a muitos diapositivos, a Profª. elucidou-nos sobre todas as técnicas no âmbito da «Street Art» e os conceitos inerentes a cada estilo/técnica:

Graffiti;  Stencil; Poemas; «Sticker-Art»; Cartazes; Projeção de Vídeos;  Estátuas Vivas;  e Apresentações de Rua.

Entre muitos aspetos interessantes a cada uma das técnicas, foi-nos referido que o Graffiti, além de ser uma expressão artística dinâmica, é considerada uma obra efémera em virtude das imagens serem executadas em muros velhos ou edifícios degradados e, quando os prédios ou muros são demolidos ou restaurados, as obras ficam completamente perdidas, existindo apenas registos fotográficos ou vídeos dessas pinturas.

Ainda e de acordo com a opinião de certos estudiosos deste movimento estético, pode-se afirmar que o Graffiti é uma expressão artística bem antiga, já que eram muito populares no Antigo Egipto. Também na Antiguidade Clássica, os gregos e os romanos transmitiam mensagens pelas ruas das cidades através de desenhos e escritas de frases nas paredes.
Para todas estas técnicas de Arte Urbana, a Professora teve a preocupação de apresentar muitas e variadas imagens, quer de artistas nacionais, quer de artistas estrangeiros,  primando sempre pelo destaque dos artistas portugueses, como por exemplo, Alexandre Farto, Pedro Campiche, Maria Helena Vieira da Silva e os seus belos cartazes alusivos ao «25 de Abril», ou Almada Negreiros e  Stuart Carvalhais, também autores de muitos e belos cartazes, assim como, referiu os vários festivais de «Estátuas Vivas» realizados um pouco por todo o nosso País.

Ao referir nomes de artistas nacionais de reconhecimento internacional, destacou Alexandre Farto, natural do Seixal, que assina como AKA Vhils.

A sessão foi muito agradável e muito ficou por relatar neste curto texto.

Está a decorrer uma exposição de pintura aberta ao público, na CES, aonde está uma das obras pintadas do artista, Vhils.

Muito ficou por relatar neste texto pois foi muito o que se ouviu e viu, mas haverá de certo altura para isso.

Rosa Mª Duarte

Vhils Pintor
Descrição
Alexandre Manuel Dias Farto é um pintor e grafiteiro português, conhecido pelos seus "Rostos" esculpidos em paredes.
Nascimento1987 (idade 33 anos), Portugal
NacionalidadePortuguês

Arte Moderna, Urbana e das Cidades

Obra de Vhils exposta em Lisboa


CHI TERAPIA

CesViver na sua Força

Encontrar pessoas que se desafiam diária e teimosamente é algo que nos entusiasma para continuar o trabalho que temos desenvolvido ao longo destes anos.

Assim, aceitando esse desafio e teimosia iniciámos mais um ano de trabalho em prol da saúde e bem-estar.

O programa de CHI TERAPIA desenvolvido na CESVIVER tem como base a prática de Yang Tai Chi Chuan e de Luhoan Chi Kung visando atingir os propósitos para os quais foram destinados. O resultado desse trabalho é visível nestas pessoas que, na sua maioria e por razões várias, nunca tinham participado em atividades gimnodesportivas.

O programa desenvolve-se em duas vertentes: o aperfeiçoamento dos exercícios já conhecidos e a aprendizagem de novos exercícios que lhes permitam uma melhor qualidade de vida.

António Santos


Parabéns

Category : Aniversários

Feliz Aniversário

Aniversariantes

A tarde do dia 04 de fevereiro apresentou-se soalheiro para corresponder ao nosso anseio: festejarmos os Aniversários do mês de janeiro no Jardim da CES.

As nossas voluntárias e o voluntário alindaram tudo o que faria falta para o momento. Chegado o momento reuniram-se todos para cantarem a canção de “Parabéns” e desejar muitas felicidades aos aniversariantes.

Entre conversas, risos e fotos terminou mais uma sessão.

Obrigada a todos os que estiveram presentes.

Rosa Mª Duarte

Momento Musical

Parabéns aos aniversariantes