Arquivos de categoria: Artes

Arte Contemporânea

Categoria :Artes , Memórias

 Os “caminhos” da Arte Contemporânea

No dia 21 Janeiro de 2020 e no âmbito das Artes Plásticas, o tema dinamizado na CESVIVER, pela Profª  Mª de Lourdes Mano foi: «Os “Caminhos” da Arte Contemporânea»

Depois de cumprimentar e agradecer a presença da assistência, a Professora recordou algumas exposições, que estiveram ou ainda estão presentes em Lisboa e Porto.

Com recurso a diversa documentação física e tecnológica, a orientadora foi dando a conhecer a uns e a lembrar a outros, os movimentos estéticos em voga, tanto nos Estados Unidos como na Europa, na década de setenta, nomeadamente a Pop Art e a Op-Art, com as consequentes influências no nosso dia-a-dia como, por exemplo, no vestuário, acessórios de moda, na fabricação de peças de porcelana, ou mesmo na decoração das nossas casas.

Projetando muitos e variados diapositivos, a professora  abordou as atuais tendências artísticas ao mesmo tempo que definia os conceitos inerentes a cada estilo: Arte Conceptual;  Performance;  Land Art ou Arte Ambiental;  Interferência; e mais recentemente, o surgimento da  Bio-Arte, assente no princípio de que «Se o objetivo do Cientista é interpretar o Mundo, o do Artista é representá-lo».

Como é habitual nesta Professora, vimos muitas imagens de Arte concebida pelos artistas plásticos portugueses, quer para o nosso País, quer para  estrangeiro, como os prestigiados Joana de Vasconcelos, José de Guimarães, Pedro Cabrita Reis e tantos outros, sem esquecer de referenciar a bio-artista portuguesa, Marta de Menezes,  bolseira da Fundação Gulbenkian.

Perante as recentes notícias de vandalismo na obra de Arte do conceituado Pedro Cabrita Reis, executada para o município de Leça da Palmeira, Matosinhos,  cujo título é «A Linha do Mar», a Professora teve a preocupação de projetar  muitas imagens desta Instalação, comentando também a carta-resposta, muito elegante e inteligentíssima de Pedro Cabrita Reis, perante as críticas e vandalismo a esta sua obra contemporânea «A Linha do Mar».

A Profª. terminou a sessão com a projeção um vídeo da exposição realizada recentemente na «Bienal de Arte Contemporânea» de Lyon, França, em que um dos trabalhos artísticos no âmbito da Bio-Arte, apresenta-nos a interligação/coesão  entre as Novas Tecnologias, a Vida Humana, a Inteligência Artificial e a Arte.

Obrigada Profª. Mª. de Lourdes Mano por nos deixar mais despertos para a observação das Artes Plásticas, nomeadamente para as novas tendências artísticas.
Rosa Duarte

Orientadora: Maria de Lourdes Mano

Os “caminhos” da Arte Contemporânea


Movimento estético Neo-Realista

Categoria :Artes , Memórias

Hoje, dia 15 de Outubro de 2019, a Professora Lourdes Mano com a fluidez e clareza a que já nos habituou deu continuidade à sua última sessão, sobre o tema “Neo-Realismo”.

Falou que o Neo-Realismo aconteceu em meados do século XX, como uma corrente artística de carácter marxista, com o intuito de Liberdade e de Solidariedade Social, de modo a alertar, a consciencializar, a transformar a politica de ditadura que há tanto se praticava no País.

Este movimento envolveu várias formas de arte, nomeadamente; literatura, pintura, música, artes plásticas, teatro, cinema, usando PowerPoint apresentou-nos gravuras elucidativas do novo movimento artístico Neo-Realismo e da sua influência. À medida que falava de escritores que muito se distinguiram (Fernando Namora, Ferreira de Castro, Aquilino Ribeiro, Alves Redol ...) assim como artistas plásticos (Cândido Portinari, Júlio Pomar, Manuel da Fonseca , Mário Dionísio, Ribeiro de Pavia, José Dias Coelho). Lembrou-nos, ainda, o Mural de Júlio Pomar, no cinema Batalha no Porto...Antes de terminar fez referencia às composições de Fernando Lopes Graça para alguns poemas Neo-Realistas. Por fim, cantou e encantou melodias do já referido Maestro Fernando Lopes-Graça a salientar: As Papoilas e Acordai (do poeta José Gomes Ferreira) e ainda a Canção do Camponês (de Arquimedes da Silva Santos).

A sessão foi aplaudida por todos os presentes que se mostraram gratos por mais esta brilhante tarde de lazer e aprender, parte integrante do Projecto ‘Um Livro Uma Companhia’.

Catarina Malanho

Orientadora: Maria de Lourdes Mano

A Arte no Neo-Realismo